Neuroarquitetura | Neurodesign | Neuroiluminação



 

por Lorí Crízel

 

Em mais de duas décadas de dedicação à Arquitetura tenho buscado manter-me atualizado sobre a evolução do ato projetual, tendo como objetivo conferir os resultados almejados aos projetos que assino, assim como contribuir para a formação de profissionais que se dedicam aos cursos e palestras que ministro. A neuroarquitetura tem sido um norte para o meu trabalho por representar a forma mais fiel de se entregar experiências qualificadas e positivas aos usuários dos ambientes projetados.

Diante dessa percepção, tanto na prática quanto nas descobertas científicas sobre a neuroarquitetura, optei por reunir em uma obra inédita os conhecimentos adquiridos na minha trajetória como arquiteto e docente. Tenho a satisfação de lançar o livro que vem sendo uma meta de compartilhamento de conteúdo, organizado de forma leve, objetiva e de fácil aplicação para melhor elucidar a forma de se projetar pelo viés da neurociência aplicada a arquitetura.

 

Algumas características advindas do emprego da neuroarquitetura:

      1. Projetos voltados a percepção;
      2. Entrega assertiva de experiências;
      3. Convites sensoriais ao campo cognitivo dos usuários;
      4. Promoção de experiências e memórias afetivas.

 

O que esperar desse livro sobre neuroarquitetura?

Para apresentar de forma completa e embasada nas diferentes áreas que dialogam com a neuroarquitetura, convidei ilustres profissionais que se dividem entre a atuação mercadológica e a constante atualização científica para que possam apresentar, pela ótica de suas áreas, como o cognitivo humano é impactado pela arquitetura.

Um importante ponto de partida para se entender a neuroarquitetura é saber que por meio de escolhas feitas no delinear do projeto é possível imprimir convites a sensações e ao despertar de experiências dos usuários nos espaços. Ao entender o componente humano como fundamental parte do projeto, o arquiteto/designer/light designer passa a projetar se apropriando de descobertas feitas sobre a cognição humana, beneficiando-se desses atributos para atingir um diferenciado nível projetual.

Portanto, faz-se imprescindível conferir o viés multidisciplinar a essa obra para que possamos estabelecer uma visão completa do elemento humano. Para isso, conto ainda com a participação de neurocientistas, arquitetos, visual merchandisings e de psicólogas que somam seus conhecimentos na construção desse conteúdo.

Acompanhe pelo portal e pelas minhas redes sociais sobre o lançamento dessa obra. Vamos juntos evoluir dentro dessa nova forma de se pensar o ato projetual.